10/10/2014 14h11 - Atualizado em 10/10/2014 14h13 'PES 2015' acertou com jogadores de 80% dos times brasileiros, diz Konami Acordos foram feitos individualmente com cada atleta, segundo empresa. Santos e Flamengo são próximas equipes a terem elencos atualizados. Bruno Araujo e Gustavo Petró Do G1, em São Paulo O game de futebol "Pro Evolution Soccer 2015" já acertou com jogadores de 80% dos times brasileiros da série A a inclusão de seus nomes verdadeiros no jogo, afirmou ao G1 Tim Blair, gerente de marca da série na Konami, durante a Brasil Game Show (BGS) 2014. Segundo Blair, Santos e Flamengo estão confirmados como os próximos clubes a terem seus elencos inteiramente atualizados. BRASIL GAME SHOW Feira de games acontece em SP games para jogar compra de ingressos novidades deste ano página especial fotos Na sexta-feira (3), a Konami anunciou que "PES 2015" virá com as 20 equipes da primeira divisão do campeonato brasileiro e o Vasco da Gama. Porém, somente quatro delas – Corinthians, Cruzeiro, Palmeiras e Figueirense – terão os nomes reais de seus jogadores quando o game for lançado em 11 de novembro. Assista acima um vídeo de "PES 2015" com os times nacionais. Segundo o executivo, os acordos foram feitos individualmente com cada jogador. Os elencos dos times em que já houve acerto estão prontos para serem modificados, mas isso deve seguir um cronograma da Konami, que, por sinal, inclui uma atualização do game logo no dia do seu lançamento. Uma mudança de interpretação na lei sobre os direitos de imagem dos jogadores de futebol no Brasil alterou as versões finais de "Fifa 15" e "PES 2015", os dois principais games de futebol do mercado. Situação pior é a do jogo da Electronic Arts, que foi lançado em 23 de setembro sem nenhuma equipe brasileira. 'PES 2015' tem visual mais detalhado na nova geração de videogames (Foto: Divulgação/Konami) 'PES 2015' tem visual mais detalhado na nova geração de videogames (Foto: Divulgação/Konami) De acordo com Blair, os problemas com a renovação do licenciamento dos times e dos atletas que atuam no país começou por volta de junho deste ano. A questão, inclusive, é uma das responsáveis pelo adiamento do lançamento do jogo para novembro, ele diz. Nas palavras de Blair, a Konami teve de decidir se ia "desistir ou tentar conseguir o máximo possível antes de entregar o game". "Tivemos de passar por acordos individuais com os times e os jogadores. E continuaremos negociando com eles para atualizar os elencos", diz o executivo. "É frustrante para nós e para os fãs, mas estamos trabalhando nisso. Era isso ou simplesmente deixá-los sem suas equipes favoritas. Alguma coisa é melhor do que nada".