Após protesto, diárias caem nas contas e policiais farão segurança nas eleições

Dezenas de ônibus com policiais militares estacionaram em frente ao QCG da PM em Teresina. Os agentes tinham viagem marcada nas primeiras horas da manhã de hoje para trabalhar na segurança nas eleições gerais de 03 de outubro.

Por volta das 09 horas da manhã o dinheiro depositado pelo Governo do Piauí referente ao pagamento das diárias dos policias ainda não estavam nas contas.

Os agentes garantiram que só viajam depois que for confirmada a transferência do dinheiro para a conta bancária dos militares. “Não pudemos deixar que aconteça o mesmo que foi feito na operação ‘Veraneio’ quando muitos policias não tiveram dinheiro nem para comer. Por isso, só viajamos quando recebermos as diárias’, disse a agente policial Adriana Lima ao TV Canal13.com.

De acordo com o capitão Evandro, a situação piorou quando o comandante da Polícia Militar do Piauí, Coronel Prado chegou a dar voz de prisão ao capitão da Associação dos Militares do Estado – AMEPI.
No calor da confusão, o capitão Evandro ignorou a ordem do Coronel Prado e também deu voz de prisão ao comandante. Evandro reafirmou que o movimento quer apenas que os policiais tenham seus direitos respeitados e não viajem sem receber as diárias.

Em entrevista ao Tvcanal13.com o coronel Prado informou que o dinheiro das diárias dos policiais já está na conta e que já começaram os embarques para as cidades onde foi destinada a ajuda. “O dinheiro foi depositado desde o dia 28, o que houve foi um problema por conta da greve dos bancos, os 716 mil estão garantidos, mais os tiquets de R$ 15 ao dia dados pelo TER – PI”, reforça.

Na ocasião, o coronel Prado negou que tenha dado ordem de prisão ao para o capitão Evandro.

Da RedaçãoChicoSabeTudo
Fonte: tvcanal13

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 − 6 =

Veja também