Connect with us

Cenário Político

MP recomenda que governador do MT peça Força Nacional para desbloquear rodovias

Avatar De Redação Portal Chicosabetudo

Publicado

em

Mp Recomenda Que Governador Do Mt Peça Força Nacional

Os Ministérios Públicos Federal (MPF) e Estadual em Mato Grosso recomendaram ao governador, Otaviano Pivetta, que seja solicitada a utilização da Força Nacional de Segurança Pública, em apoio à Polícia Rodoviária Federal (PRF), nas ações nas rodovias federais do estado para evitar e desfazer bloqueios e na identificação dos responsáveis.

No documento, que foi encaminhado na tarde de domingo (20), os órgãos também indicaram que seja determinada à Polícia Militar (PM) que o efetivo da força policial seja mantido como forma de reforço à PRF.

Conforme o MP, o governador em exercício, tem até às 12 horas de segunda-feira (21) para se manifestar, aceitando ou não os termos da recomendação. Caso negue, deverá informar os motivos.

O MPF e o MP explicam que a PRF já pediu ao Ministério da Justiça o apoio da Força Nacional de Segurança Pública para agir nos bloqueios. Mas o pedido não foi aceito, pois, há uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que define que apenas os governadores dos estados e do Distrito Federal podem solicitar o apoio da Força Nacional.

Membros do MPF, da Polícia Federal, da PRF e da Secretaria de Segurança Pública no Estado de Mato Grosso se reuniram na última sexta-feira (18) e no sábado (19). De acordo com o MP, foi apresentada a dificuldade de articulação entre as forças de segurança federais e estaduais e a dificuldade operacional da PRF em realizar a desobstrução das rodovias federais, uma vez que, já está usando toda sua capacidade operacional.

O MP relatou que a razão para encaminhar a recomendação é a radicalização dos atos. “Com a instalação de instrumentos explosivos (dinamites), derramamento de óleo e grãos, ateamento de fogo na cabeceira de pistas, derrubadas de árvores etc., colocando em risco a vida e a segurança dos pedestres, motoristas, passageiros e dos próprios dos participantes dos movimentos”.

ANÚNCIO

Mais Lidas