Mãe de apenas 15 anos, diz que filha de 4 meses era constantemente estuprada pelo pai

Imagem ilustrativa

Imagem ilustrativa

Um pai de 19 anos, que não teve a identidade revelada, foi preso suspeito de estuprar e matar a própria filha, uma bebê de 4 meses. O caso aconteceu na noite do último sábado (30), em Dionísio Cerqueira, Santa Catarina.

Segundo a Polícia Civil, o caso foi descoberto após os pais da criança, que moravam na Argentina, buscarem apoio médico em Santa Catarina. Eles estavam com medo de ser preso no país de origem.

Uma funcionária do hospital informou que os pais levaram a criança à unidade de saúde após ter passado em uma farmácia, na noite de sábado. Ela contou que a bebê teria morrido no local em decorrência de sucessivos estupros. Foram constatadas lesões graves nas áreas íntimas da menina.

A mãe da criança, de 15 anos, disse à polícia que ficou sabendo dos estupros na última quinta (28), ao notar um sangramento na bebê. Ela disse ainda que o marido a ameaçou de morte caso contasse alguma coisa.

Para confirmar a violência sexual, será realizada a comparação do material genético do suspeito, que foi levado para a perícia, e da criança.

Comentários