Connect with us

Curiosidades e Tecnologia

Testes de DNA em casa: são realmente seguros contra hackers

Vazamento na 23andMe expõe DNA de 6,9M de usuários, alertando sobre a segurança de testes genéticos.

Avatar De Portal Chicosabetudo

Publicado

em

Testes Genéticos

Imagine que você decide explorar suas raízes e envia uma amostra de saliva para um teste genético. Quando menos espera, descobre que seus dados pessoais foram vazados. Ao contrário de senhas, o seu DNA não pode ser alterado; uma vez exposto, não há como reverter a situação se cair em mãos erradas. Essa possibilidade levanta questões sobre a verdadeira segurança dos testes genéticos em casa.

Os testes de DNA oferecem uma janela para sua herança genética, revelando suas origens étnicas, possíveis parentes e a probabilidade de desenvolver certas doenças. Essas informações são preciosas, mas também podem se tornar vulneráveis. Em 2023, um hacker conhecido como Golem acessou e ofereceu para venda dados pessoais de 6,9 milhões de usuários da 23andMe, uma das maiores empresas de teste de DNA domiciliar. Alarmantemente, esse ataque parece ter sido direcionado, com ênfase em contas de indivíduos de descendência judaica asquenaze.

A invasão não só causou receio em potenciais usuários mas também desencadeou uma reflexão sobre o que realmente estamos compartilhando com tais empresas. Na época do incidente, a 23andMe não possuía verificação em duas etapas, um método de segurança que poderia ter prevenido o acesso não autorizado. Desde então, essa e outras empresas do setor aumentaram suas medidas de segurança.

Especialistas advertem sobre as implicações de vazamentos de informações genéticas, desde a discriminação no emprego até o impacto nas decisões financeiras, impulsionadas cada vez mais por algoritmos que analisam vastas quantidades de dados pessoais. A possibilidade de prejuízos financeiros e discriminação é real e preocupante.

Em resposta a essas ameaças, leis como a Lei de Não Discriminação da Informação Genética dos EUA foram implementadas para proibir a discriminação com base em dados genéticos. Essa legislação é um passo na direção certa, indicando o reconhecimento da vulnerabilidade e da importância de proteger tais informações.

Ainda assim, é fundamental que os usuários estejam plenamente cientes dos riscos antes de submeterem seu DNA a testes genéticos domiciliares. A segurança de dados pessoais nunca foi tão crucial, especialmente quando se trata de informações tão íntimas e imutáveis como nosso código genético.

Mais Lidas