Connect with us

Cenário Político

Mário Negromonte será investigado por farra das passagens, diz jornal

Avatar De Chicosabetudo

Publicado

em

O conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Mário Negromonte, será investigado por realizar farra das passagens enquanto era deputado federal, segundo informações do jornal Correio Braziliense.

De acordo com a publicação, a Procuradoria Regional da República na 1ª Região (PRR-1) pediu ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região que seja feito “o exame das condutas” de cerca de 100 deputados federais e mais quatro governadores que foram parlamentares na “farra das passagens”. O Ministério Público pede que o caso dos governadores, todos ex-parlamentares, seja remetido ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), porque eles têm foro privilegiado.

No caso de cerca de 100 deputados, o pedido é que o caso seja enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), porque eles têm foro especial naquele órgão. A Procuradoria pediu “o envio de cópia” a cada um dos tribunais “para o exame das condutas dos investigados que detêm foro privilegiado” perante aquelas cortes, segundo documento ao qual o Correio Braziliense teve acesso nesta quinta-feira (3).

 De acordo com o documento, os governadores são Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), Flávio Dino (PCdoB-MA), Jackson Barreto (PMDB-SE) e Sueli Campos (PP-RR). Os conselheiros de contas são Mário Negromonte (BA) e Waldir Barbosa (MS). Todos foram deputados no período investigado pelo Ministério Público.

Se a Procuradoria Geral da República entender que é o caso, os governadores e os parlamentares serão investigados e denunciados no STJ e STF, respectivamente.

Na sexta-feira (28), a PRR-1 denunciou 443 ex-deputados por peculato por meio de 52 acusações criminais. Dentre os baianos, estão o prefeito ACM Neto (DEM), a ex-prefeita de Candeias, Tonha Magalhães (DEM), o deputado estadual Fábio Souto (DEM), Felix Mendonça, Jorge Khoury (DEM), Luiz Bassuma (Pros), Marcos Medrado.

Mais Lidas