Connect with us

Cenário Político

Bolsonaro pretende adquirir livro de Janones para uso em ação judicial

Ex-presidente Bolsonaro se volta contra Janones usando seu próprio livro como prova em processo judicial.

Avatar De Redação Portal Chicosabetudo

Publicado

em

Bolsonaro Pretende Adquirir Livro De Janones Para Uso Em Ação Judicial
Foto: Metrópoles

O ex-presidente Jair Bolsonaro planeja comprar o livro “Janonismo Cultural”, do deputado federal André Janones, para utilizá-lo como evidência em um processo judicial contra o autor. Bolsonaro, que atualmente está na Argentina, manifestou sua intenção após retornar ao Brasil.

No livro, lançado em novembro, Janones confessa ter disseminado notícias falsas para beneficiar Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições de 2022. Segundo o deputado, postagens difamatórias e ameaçadoras contra Bolsonaro eram estrategicamente publicadas, especialmente em momentos cruciais como o dia do debate presidencial na TV Globo. Janones descreve estas ações como fruto de seu planejamento individual.

De acordo com o Metrópoles, Bolsonaro acredita que a admissão de Janones no livro pode resultar em uma condenação judicial do deputado, além de uma possível indenização a seu favor. Um dos exemplos citados no livro refere-se a rumores sobre um celular desaparecido de Gustavo Bebianno, ex-ministro de Bolsonaro. Janones admitiu ter insinuado, sem provas, ter acesso a informações comprometedoras armazenadas no dispositivo.

O deputado também reconheceu ter inventado a notícia de que o ex-presidente Fernando Collor de Mello seria nomeado ministro em um hipotético segundo mandato de Bolsonaro. Essa alegação surgiu como resposta à especulação de que José Dirceu poderia ocupar um cargo ministerial em um governo de Lula.

Além disso, Janones descreveu um episódio onde manipulou informações sobre um encontro de Bolsonaro com refugiadas venezuelanas, alegando ter provas incriminatórias, o que se revelou ser uma estratégia para desestabilizar o então presidente e seus aliados.

Recentemente, o Supremo Tribunal Federal (STF) instaurou um inquérito para investigar acusações de “rachadinha” no gabinete de Janones. Esta decisão ocorreu após a divulgação de áudios em que Janones supostamente exige uma parte dos salários de seus assessores. Em sua defesa, o deputado nega quaisquer irregularidades, justificando que as contribuições financeiras de seus assessores são para cobrir dívidas de campanha.

Janones, enfrentando o inquérito do STF, deve prestar depoimento em breve, juntamente com seus atuais e ex-assessores. No áudio em questão, ele explica a perda significativa de seu patrimônio pessoal e solicita ajuda financeira de seus assessores para reconstruir suas finanças, negando que isso constitua corrupção.

ANÚNCIO

Mais Lidas