Connect with us

Cenário Político

Bolsonaro diz que esquerda é inimiga e chama Lula de ‘pró-terrorista’ em entrevista na Argentina

Ex-presidente do Brasil discute futuro argentino com Milei.

Avatar De Redação Portal Chicosabetudo

Publicado

em

Bolsonaro Diz Que Esquerda É Inimiga E Chama Lula De 'Pró-Terrorista' Em Entrevista Na Argentina
Imagem: Reprodução/X/Mileipresi2023

Buenos Aires, 8 de dezembro – O ex-presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, encontrou-se nesta sexta-feira com o presidente eleito da Argentina, Javier Milei, em Buenos Aires, antes da posse do líder argentino, marcada para o próximo domingo. O encontro, descrito por Bolsonaro como uma “reunião entre amigos”, aconteceu dois dias antes da cerimônia de posse, evento no qual Bolsonaro confirmou sua presença.

Durante a reunião, Bolsonaro destacou a responsabilidade de Milei perante a situação atual da Argentina. “Ele está bem ciente da tremenda responsabilidade que tem, dada a situação do país”, afirmou Bolsonaro. O ex-presidente brasileiro também ressaltou a esperança de Milei em encontrar um ponto de inflexão econômico para a Argentina, com o apoio da equipe que está formando.

Bolsonaro, um dos apoiadores internacionais mais entusiastas de Milei durante sua campanha eleitoral, expressou falta de surpresa com o resultado das eleições argentinas, citando o voto por mudança dos cidadãos. Milei, conhecido por suas posições ultradireitistas, superou o peronista Sergio Massa no segundo turno eleitoral em 19 de novembro.

Ao ser questionado sobre a ausência do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na cerimônia de posse, Bolsonaro respondeu: “Não dou opinião sobre esse cara”, enquanto, ao mesmo tempo, entoava o coro de um grupo que dizia: “Lula ladrão, seu lugar é na prisão!”. O Brasil será representado na posse por Mauro Vieira, Ministro das Relações Exteriores.

Além de Bolsonaro, outros líderes de extrema direita foram convidados para a cerimônia de posse, incluindo o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orban, e o líder do partido espanhol Vox, Santiago Abascal.

Bolsonaro participou de uma reunião com Milei após passear pela turística rua Florida. Anteriormente, ele havia declarado à Rádio Mitre: “O mundo está muito dividido entre esquerda e direita. Sou um pouco radical nesse assunto. Eles não são adversários, são inimigos”. Ele também enfatizou a defesa da democracia, liberdade, livre-comércio, relação entre os povos e a autonomia de cada país, acrescentando que, quando a esquerda chega ao poder, o país perde. “Só tem um objetivo, poder a qualquer custo. Assim como a Argentina empobreceu com a esquerda, o Brasil também empobreceu com a esquerda”, assegurou. Durante a entrevista, Bolsonaro também afirmou que Lula é pró-terrorismo e pró-Hamas, destacando sua admiração pelo Estado de Israel e ressaltando a diferença entre ele e Lula em relação ao tratamento dado ao Hamas: “Sempre fui admirador do Estado de Israel. Nesse episódio, para você ver a enorme diferença entre mim e o Lula, eu sempre estive do lado de Israel. Lula não admite tratar o Hamas como um grupo terrorista”.

ANÚNCIO

Mais Lidas