Connect with us

Polícia e investigação

Número de suicídios preocupa em Paulo Afonso; saiba como ajudar

Avatar De Chicosabetudo

Publicado

em

A cidade de Paulo Afonso, no Vale São-Franciscano da Bahia, registrou um número preocupante de jovens que tiraram a própria vida. Os casos estão ocorrendo na ponte Dom Pedro II, considerado um cartão-postal da região. Somente neste mês, foram registrados quatro casos. A ocorrência mais recente foi um jovem de 19 anos que se jogou da Ponte do PC-TRAN.

Em junho, um homem também se jogou da ponte. E, uma jovem que tentava o suicídio foi impedida por populares e vigilantes da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) que acionaram a Polícia Militar e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que conduziu a vítima para o Hospital Nair Alves de Souza.

Procurada pelo Metro1, a prefeitura não confirma os números, mas informou que possui uma rede voltada para a valorização da vida. Os profissionais, distribuídos nas Secretarias de Saúde e Desenvolvimento Social realizam acompanhamento especializado, com pessoas que apresentem sintomas de depressão ou doenças que afetem o sistema mental.

Os órgãos que atuam no atendimento são o Núcleo de Apoio a Saúde da Família (Nasf), Centro de Atenção Psicossocial II e Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD), com cinco psicólogos, além de mais dois profissionais que atendem no Centro de Especialidades Médicas. Também é disponibilizado um psiquiatra para acompanhamento dos casos mais severos, além de medicação necessária.

Neste mês, o município aderiu a Campanha Nacional Setembro Amarelo. Nas escolas da rede municipal, foram desenvolvidas palestras com temas que giram em torno da saúde mental e valorização da vida. Em vários bairros, equipes do Programa de Saúde da Família (PSF), percorreram as ruas e distribuíram abraços grátis, uma campanha que visa estreitar os laços entre as pessoas.

O Centro de Valorização da Vida também presta apoio gratuitamente por meio do número telefônico 188.

Mais Lidas