Connect with us

Polícia e investigação

Motorista de aplicativo agredido após se recusar a ligar ar-condicionado se pronuncia; veja

Em Salvador, motorista de aplicativo é mordido na testa e no dedo por passageira após recusar ligar o ar-condicionado.

Avatar De Redação Portal Chicosabetudo

Publicado

em

Motorista De Aplicativo Agredido Após Se Recusar A Ligar Ar-Condicionado Se Pronuncia; Veja

Salvador, 18 de janeiro – Nesta quarta-feira, 17 de janeiro, no bairro de Jardim Armação, em Salvador, um motorista de aplicativo, identificado como Vinícius Ribeiro, foi agredido por uma passageira. O episódio ocorreu após o motorista recusar ligar o ar-condicionado do veículo, conforme relatado pelo próprio em entrevista ao programa Cidade Alerta, da RecordTV.

Segundo Vinícius, a agressão aconteceu durante uma corrida iniciada no bairro de Armação. A passageira, que posteriormente o agrediu, demonstrou comportamento alterado desde o início da viagem. A discussão teve início após o pedido da passageira para ligar o ar-condicionado, o que foi negado por Vinícius, pois a corrida não estava classificada como ‘confort’.

Durante o trajeto, houve um desentendimento entre a passageira agressora e outra mulher que havia solicitado a corrida. A situação escalou quando a passageira alterada recusou que a amiga pagasse pelo serviço. Vinícius reportou que, em meio à discussão, a passageira começou a ofender e xingar, levando-o a iniciar uma gravação com seu celular para registro da situação.

Conforme o relato do motorista, a passageira tentou forçá-lo a desligar o celular, e diante de sua recusa, ela partiu para a agressão física, resultando em mordidas no dedo e na testa de Vinícius. A agressora também danificou o aparelho celular do motorista, utilizando uma pedra para destruí-lo.

Vinícius afirmou que o incidente tem afetado seu bem-estar, causando dificuldades para dormir. Além disso, a falta do aparelho celular tem impedido que ele exerça sua profissão, resultando na perda temporária de sua fonte de renda.

O caso ressalta a vulnerabilidade dos motoristas de aplicativos diante de comportamentos agressivos de passageiros e suscita discussões sobre a segurança no exercício da profissão.

ANÚNCIO

Mais Lidas