Connect with us

Polícia e investigação

Médico acusado de estvpro durante consulta na Bahia é alvo de nova denúncia

Agente de saúde denuncia estvpro durante consulta em Itabuna. Médico Antônio Mangabeira Franca já tem outras acusações de importunação s3xual.

Avatar De Redação Portal Chicosabetudo

Publicado

em

Caso é investigado pela Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) de Itabuna — Foto: Divulgação / SSP-BA

Uma agente de saúde denunciou ter sido estuprada durante uma consulta médica em Itabuna, no sul da Bahia. Segundo a Polícia Civil, o episódio ocorreu na última terça-feira (9). O médico acusado, Antônio Mangabeira Franca, já enfrenta outras duas denúncias de importunação sexual.

O Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias do Sul da Bahia (SINDIACS/ACE), ao qual a vítima pertence, identificou o médico. Tentativas de contato com o suspeito pela TV Santa Cruz, afiliada da TV Bahia, não tiveram sucesso.

A clínica Oncosul, onde o abuso teria ocorrido, emitiu uma nota repudiando qualquer forma de assédio e afirmando que está colaborando com as autoridades na investigação. A vítima, Romilda Jesus da Silva, contou que procurou o médico para tratar de desconfortos estomacais e tonturas frequentes. Durante a segunda consulta, ela percebeu algo estranho, incluindo toques e beijos inapropriados.

“Vi o jaleco dele sujo de batom, mas achei que fosse coisa da minha cabeça por estar tonta”, relatou Romilda. Na terceira consulta, ela confirmou o abuso. “Ele tocou nos meus seios, parte íntima e me beijou. Percebi que estava sendo abusada.”

Após sair da clínica, Romilda registrou a queixa na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Itabuna. O caso é investigado como estupro pela Polícia Civil, que já recebeu outras duas denúncias contra o médico por importunação sexual, datadas de 6 de julho e 15 de setembro de 2023.

Uma das vítimas anteriores, Carlessandra Dias Pereira, relatou que foi assediada durante uma consulta após uma perda gestacional. “Ele tocou minhas partes íntimas de um jeito desconfortável, abraçou-me por trás e apalpou minha virilha”, lembrou Carlessandra, que ficou sem reação na ocasião.

O Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb) informou ter tomado conhecimento do caso e abriu uma sindicância ex-officio para apurar as denúncias. O Cremeb orienta que as vítimas registrem suas denúncias na entidade, seja na Representação Regional Sul em Itabuna ou através do Portal Cremeb. A entidade ressaltou que todas as sindicâncias tramitam em sigilo processual, respeitando o direito de defesa.

A Oncosul, em nota, destacou seu compromisso com a ética e a dignidade humana, garantindo que colaborará plenamente com as investigações. A clínica assegurou que medidas apropriadas serão tomadas para preservar a integridade e confiança de seus pacientes.

Mais Lidas