Connect with us

Polícia e investigação

Idoso foragido há 32 anos por assassinar o amigo a tiros é detido em Alagoas

Policial civil prende fazendeiro de 76 anos em Major Izidoro por homicídio cometido há 32 anos. A vítima foi morta por ciúmes em 1992.

Avatar De Redação Portal Chicosabetudo

Publicado

em

Foto: Reprodução

Major Izidoro, AL — Policiais civis do Núcleo de Investigação Especial (Niesp), liderados pelo delegado Sidney Tenório, prenderam um fazendeiro de 76 anos na zona rural de Major Izidoro na terça-feira (28). O idoso é acusado de homicídio qualificado com uso de arma de fogo, por um crime ocorrido há 32 anos na cidade de Taquarana.

A busca pelo fazendeiro levou os policiais a percorrer várias cidades entre Alagoas e Bahia. O acusado havia residido em Jeremoabo, na Bahia, antes de retornar recentemente a Major Izidoro, onde adquiriu uma propriedade rural. Ele foi preso em sua fazenda e levado ao Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) de Batalha.

O acusado agora aguarda a audiência de custódia na Comarca de Taquarana, que dará seguimento ao processo judicial, com a expectativa de um júri popular. “O trabalho investigativo foi um desafio para o Niesp, tanto pelo tempo decorrido quanto pelas dificuldades durante a investigação, mas conseguimos capturar o foragido com o empenho de todos os envolvidos”, declarou o delegado Sidney Tenório.

Detalhes do crime

O crime aconteceu em 1992, no Posto de Combustível Taquarana, onde Nilo José da Silva, um comerciante de 52 anos, foi assassinado. Utilizando um revólver e um veículo emprestado, o fazendeiro matou a vítima, que até então era considerada sua amiga.

Segundo relatos, o crime foi motivado por ciúmes. Insatisfeito com as investidas da vítima em relação à sua companheira, o acusado pegou um carro emprestado e foi ao encontro de Nilo. Após uma discussão, ele sacou o revólver e disparou na boca da vítima, seguido por mais dois tiros à queima-roupa após Nilo cair fora do veículo. Depois do crime, o autor devolveu o veículo ao proprietário e fugiu, abandonando sua casa e comércio.

Mais Lidas