Connect with us

Polícia e investigação

Homem de 36 anos morre após ser esfaqueado pela própria enteada; entenda o caso

Antônio Climaco, assassinado pela enteada em Corumbá, MS, é encontrado em local remoto na fronteira com Mato Grosso.

Avatar De Redação Portal Chicosabetudo

Publicado

em

Homem De 36 Anos Morre Após Ser Esfaqueado Pela Própria Enteada; Entenda O Caso
Reprodução

Corumbá, MS – Um homem de 36 anos foi encontrado morto na região da Nhecolândia, próxima à fazenda Figueirinha, em Corumbá, a 426 quilômetros de Campo Grande. A vítima, identificada como Antônio Castelo Climaco, foi esfaqueada na tarde de segunda-feira (15), conforme informações do boletim de ocorrência. A principal suspeita do crime é a enteada da vítima.

De acordo com relatos obtidos pela Polícia Civil, uma mulher compareceu à delegacia após receber um telefonema informando que Antônio havia sido esfaqueado por sua enteada por volta das 14h de segunda-feira. As circunstâncias da disputa e a gravidade do ferimento inicial não foram esclarecidas.

Segundo informações, devido à localização remota do fato, as autoridades entraram em contato com a Marinha do Brasil para um possível resgate. No entanto, foi informado que o Esquadrão de Helicópteros da Marinha não realiza voos noturnos.

Na manhã de terça-feira (16), aproximadamente às 06h15, a Polícia Civil foi notificada de que uma aeronave da Marinha havia decolado às 05h para realizar o resgate. Infelizmente, ao chegarem ao local, as equipes encontraram Antônio já sem vida. A Marinha não realiza o translado de corpos, segundo as políticas da corporação.

A localidade do evento, uma aldeia, está situada a 36 horas de viagem de barco da área urbana de Corumbá, localizando-se na fronteira de Mato Grosso do Sul com Mato Grosso e próxima à fronteira com a Bolívia, o que evidencia a dificuldade de acesso ao local.

O caso foi registrado como homicídio simples na 1ª Delegacia de Polícia Civil de Corumbá e está sob investigação. Até o momento, não foram divulgadas informações adicionais sobre a acusada ou os motivos que levaram ao crime.

A Polícia Civil continua com as investigações para esclarecer as circunstâncias do acontecimento e determinar a responsabilidade no caso.

ANÚNCIO

Mais Lidas