Após reunião com a Codevasf vereador Valmir Rocha acredita que desenvolvimento do agronegócio será realidade

O vereador Valmir Rocha participou de uma reunião com a Codevasf onde foi apresentado o projeto de construção da adutora da barragem de Itaparica a Paulo Afonso. O encontro, realizado na manhã desta quarta-feira, 24, foi solicitado pelo prefeito Luiz de Deus para debater a obra e os estudos de viabilidade.  

“Há mais de quatro anos que venho debatendo sobre a necessidade de um projeto de irrigação que torne viável o agronegócio para Paulo Afonso e cidades vizinhas”, comentou Valmir a reportagem.  

Antes de participar da vida pública, o empresário e hoje vereador Valmir Rocha, esteve em Brasília acompanhando o deputado federal Daniel Almeida em busca da implantação de um projeto de irrigação que estava engavetado a mais de 30 anos. E que levaria água através da gravidade às cidades de Paulo Afonso, Glória, Santa Brígida e Jeremoabo.  

De acordo com Charles Fabian, analista de desenvolvimento regional da Codevasf, responsável pela apresentação do projeto, serão 107 quilômetros de sistema, a adutora Ferdinando Faccenda atenderá Paulo Afonso e Glória, com estimativa de geração de mais de 10 mil empregos entre diretos e 11 mil indiretos.  

 Para Valmir, a concretização do projeto da Codevasf pode significar o desenvolvimento do campo e do agronegócio, além de proporcionar melhores condições de vida para agricultores.  

Na Câmara Municipal Valmir tem cobrado de empresas públicas a mobilização para que o projeto seja executado. Já que vários projetos no mesmo modelo contemplam Estados vizinhos. Em sua análise, esse investimento é fundamental para tornar possível a geração de emprego e renda a exemplo de cidades como Juazeiro e Petrolina que prosperaram.  

Estiveram presentes na reunião o vice-prefeito Marcondes Francisco; o vereador Jailson; os secretários Francisco Alves e Val Oliveira; o prefeito de Glória, Deivid Cavalcanti, o secretário Gilvan Lisboa; o chefe do escritório Bruno Rocha e a engenheira Magda Moreira, ambos da Codevasf. 

Comentários