Vereador defende que não vacinados não devem ter acesso a hospitais

Vereador defende que não vacinados não devem ter acesso a hospitais

Em um discurso polêmico nesta segunda-feira (22), o vereador Sassá (PT), da Câmara Municipal de Manaus, capital do Amazonas, defendeu que as pessoas que se recusarem a receber a imunização contra a Covid-19 devem ser proibidas de receber atendimento médico no futuro, caso sejam infectadas. 

“Temos que criar uma lei para que as pessoas que não tomaram vacina não tenham direito de ir ao hospital, porque a pessoa não toma vacina, aí adoece e culpa o vereador, deputado, prefeito e governador porque a unidade de saúde está lotada. Então, você não quer tomar vacina, tudo bem; mas também não terá serviço de saúde!” disse ele.

No entanto, a fala do vereador, contrária à legalidade, já que a própria Constituição estabelece, no artigo 196, que “a saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação”.

Comentários