‘Eu não errei em nada’, diz Bolsonaro sobre ações contra Covid

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse hoje que “não errou em nada” na crise do novo coronavírus. Hoje, o Senado instalou a CPI da Covid, para investigar os atos do governo durante a pandemia do novo coronavírus.

Em conversa com apoiadores, Bolsonaro voltou a defender a vitamina D como tratamento eficaz contra a covid-19. “Eu não errei em nada [ao falar sobre a covid. Eu não tenho bola de cristal nem chuto. Eu converso com as pessoas“, afirmou ele. “Quem frequenta a praia, [por exemplo], tem menos chances de ter problema“, acrescentou o presidente, citando a vitamina D.

Desde o início da pandemia, Bolsonaro também defende o tratamento precoce, sem comprovação científica, além de ter desautorizado acordos para a compra de vacinas em 2020.

Na conversa, o presidente voltou a criticou a imprensa ao negar que tenha minimizado os efeitos da covid-19. “Apresente um áudio meu dizendo que ia ser uma gripezinha. Eu disse que, para mim, seria uma gripezinha“.

Ainda em conversa com apoiadores, o presidente continuou a defender a vitamina D. “Zeramos o imposto e a imprensa botou ‘Sem comprovação científica, presidente zera imposto da vitamina D’. Mas é igual na Guerra do Pacífico: não tinha mais como fazer transfusão de sangue e o que os médicos decidiram? Água de coco na veia do cara“, repetiu Bolsonaro.

Se fosse esperar comprovação científica… Respeitamos a medicina, mas [é um caso de] emergência“, acrescentou.

Segundo Bolsonaro, “o pavor mata” porque destrói o sistema imunológico. Em outra ocasião, o presidente criticou o medo da covid-19, dando a entender que a dor das vítimas era “frescura” e “mimimi”, além de classificar como “idiotas” aqueles que cobram a compra de vacinas pelo governo.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − quinze =