Butantan inicia produção da vacina Butanvac nesta semana, diz diretor

O Instituto Butantan deve começar a produzir a própria vacina contra a Covid-19, a ButanVac, ainda nesta semana. Segundo afirmou o diretor Dimas Covas nesta terça-feira (27), em entrevista ao à rádio CBN, cerca de 40 milhões de doses do imunizante devem ser produzidas até julho deste ano.

Na última sexta-feira (23), o Butantan solicitou à Anvisa o início dos testes em humanos. O instituto submeteu o protocolo para as fases 1 e 2 do estudo clínico do imunizante, compostas por estudos controlados com placebo que avaliarão a segurança e eficácia da vacina em 1,8 mil voluntários acima de 18 anos no Brasil.

Para Covas, já existe uma instalação pronta para começar a produzir a primeira vacina brasileira contra a Covid-19. O instituto deve começar a recrutar voluntários para os testes após a sinalização positiva da Anvisa.

“A Butanvac começa a ser produzida no Butantan em larga escala ainda neste mês de abril. Existe uma fábrica pronta para isso, com grande capacidade. Vamos produzir um grande volume de doses dessa vacina, aguardando os testes clínicos. E serão divulgados oportunamente os censos que farão o recrutamento (de voluntários) e quais são os critérios”, afirmou, ressaltando que o novo imunizante será eficaz contra as variantes do coronavírus.

“A Butanvac é uma vacina de segunda geração, já aperfeiçoada em relação à primeira geração de vacinas, da AstraZeneca, Pfizer, Moderna. Já incorpora conhecimento inclusive sobre as variantes”, completou.

Segundo o Butantan, a produção de 40 milhões de doses da nova vacina deve ficar pronta até julho e, se tudo seguir como o planejado, o pedido para uso emergencial do imunizante no país deverá ser feito em setembro à Anvisa.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 8 =