Paulo Afonso: Vigilância Sanitária faz balanço de ações durante o primeiro fim de semana com novas medidas

Fiscalização/crédito: ASCOM PMPA

As novas medidas restritivas previstas pelo Decreto nº 5.923 passaram a ter validade neste último fim de semana. Equipes da Vigilância Sanitária realizaram fiscalizações, orientando os estabelecimentos sobre horários de funcionamento, entre outras ações de prevenção e as restrições para quem infringir a lei.

As equipes da Secretaria de Saúde estão em campo intensificando as ações juntamente com os demais órgãos envolvidos – Polícia Militar,Guarda Municipal e Agentes de Trânsito. O objetivo é manter as regras estabelecidas até o dia 12, quando encerra a validade do decreto e assim refletir na redução de casos da covid-19 no município.

A coordenadora de Ações em Saúde da Vigilância Sanitária, Jackeline Rezende, falou sobre o trabalho que vem sendo realizado. “Nesses primeiros dias nossas ações estão sendo positivas, tanto na área urbana, bem como na zona rural. É importante que cada setor comercial e a própria população tenham as suas responsabilidades – o comércio na higienização dos seus clientes, além de seguir rigorosamente os horários de funcionamento que estão no decreto municipal. Também é importante a população seguir as medidas,  sendo objetiva na realização de suas atividades e evitando locais de aglomerações. É um momento de ficar em casa logo após resolver as situações pontuais e individuais. Esse é um trabalho conjunto para que possamos barrar o avanço de contaminação do novo coronavírus nos nossos munícipes. Nossas equipes realizam visitas com o principal intuito de orientar, caso seja necessários poderemos tomar outras medidas”, explica.

A coordenadora reforça que as atividades estão sendo realizadas das 7h à meia noite, e a secretaria disponibiliza o telefone (75) 3282 – 0802 com uma equipe de plantão para esclarecer qualquer dúvida e receber denúncias com o sigilo total. “Orientamos mais uma vez que a população e os setores comerciais sigam os protocolos de comportamento social preconizados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para que assim possamos vencer essa luta contra a Covid 19”, diz Jaqueline.

O novo decreto é fruto do aumento dos casos de covid-19 no município. Nos últimos dias, cravou-se 100% de lotação da UT’IS da UPA Covid (quatro leitos) e do Hospital Municipal Aroldo Ferreira (10 leitos). Apesar da abertura de 12 leitos para tratamento da doença do Hospital Nair Alves de Souza (HNAS), ainda há uma grande preocupação por parte da equipe da Saúde por conta da lotação nos leitos com maior estrutura.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × três =