Paulo Afonso: Seduc reforça campanha para alunos assistirem aulas online, que retornam em 2 de fevereiro

Aulas virtuais retornarão em 2 de fevereiro -Créditos: Ascom/PMPA

Com a pandemia da covid-19 e a suspensão das aulas presenciais, a Secretaria de Educação iniciou em maio de 2020 as aulas online para os alunos da rede municipal de ensino. Com a nova realidade, o ano letivo teve que ser reorganizado e o seu encerramento acontece no final de março deste ano.

As aulas virtuais retornarão em 2 de fevereiro, para os alunos, e as atividades para os profissionais ainda no dia 1º. Apesar de todo o esforço da equipe, com acompanhamento pedagógico e disponibilização do material imprenso para os estudantes que não têm como ter acesso às aulas digitais, a Seduc tem percebido uma evasão dos mesmos.
O novo momento, que é vivenciado não só em Paulo Afonso, mas em todo o país, fez o governo federal lançar a campanha de resgate desses alunos, para que voltem às aulas, por meio da plataforma Busca Ativa Escolar. Em Paulo Afonso, os profissionais da educação têm procurado os familiares para conscientização da importância de fazer com que os alunos não percam as atividades e aulas.

A Superintende de Planejamento e Acompanhamento Pedagógico, Maria Angêla, destacou essa busca aos alunos que por um motivo ou outro não estão acompanhando essa nova metodologia de ensino. “Estamos fortalecendo ações visando diminuir o aumento da evasão escolar durante este período. Mesmo com as aulas ocorrendo mediadas por tecnologia, as equipes pedagógicas identificam os alunos que não estão acompanhando as aulas para que possa ser feito um primeiro contato virtual. Caso o aluno não responda, a coordenadora da unidade vai até a casa do estudante“, disse.

Os profissionais envolvidos nesta busca conseguem identificar as dificuldades dos alunos, como destacou a Supervisora do Ensino Fundamental Anos Iniciais, Alessandra Teixeira. “Por meio desta busca ativa, identificamos qual a dificuldade do aluno, levamos os materiais impressos e ajudamos a acessar os canais de comunicação da escola“. A supervisora ainda reforçou – “Nas nossas visitas estabelecemos a comunicação com as famílias. Sentimos que existe uma surpresa nos lares, além da emoção em ver que a escola tem uma preocupação em saber o que acontece na vida e na casa deles“, relatou.

A secretária de Educação, Elza Brito, enfatizou esse momento de superação dos profissionais e reforçou a importância das famílias nesse momento. “Por conta dessa pandemia, tem sido um ano de muita superação para todos os profissionais da Educação. Parabenizamos a todos pela dedicação e criatividade neste momento. Estamos criando estratégias para resgatar esse aluno que está afastado, bem como seus familiares que também são importantes nesse contexto. É um momento em que pais e mães, ou responsáveis, devem estar ainda mais inseridos junto a esse processo educacional e motivá-los nesse sentido“, ressalta.

Quero destacar que o ano letivo não está perdido, mesmo sem as aulas presenciais, então as famílias que os alunos se encontram afastados procurem as escolas em que estão matriculados, as atividades de 2020 só terminam em março de 2021, ou seja, os alunos ainda podem avançar nas suas aprendizagem. Essa regularização é muito importante e nossas escolas estão realizando várias ações nesse sentido. Toda criança tem direito a educação e estamos priorizando isso nesse período diferenciado de forma intensa“, finaliza a secretária.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 18 =