STJ troca prisão preventiva de Crivella para domiciliar

Crivella/crédito: Agência Brasil

A prisão preventiva do até então prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), foi trocada para prisão domiciliar com o uso de uma tornozeleira eletrônica. A decisão foi tomada pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins.

Após a audiência de custódia no Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), Crivella foi encaminhado na noite de ontem (22) ao presídio de Benfica, na zona norte do Rio. A partir da liminar oferecida pelo presidente do STJ, porém, ele poderá retornar para a sua residência ainda hoje (23).

O prefeito afastado, segundo a decisão, ficará proibido de ter contato com outras pessoas, de sair de casa sem autorização e de usar telefones celulares, computadores ou tablets. O habeas corpus pedido pela defesa de Crivella ainda será avaliado pelo ministro do STJ, Antônio Saldanha Palheiro.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − dezoito =