Prefeito na Bahia que falou ‘morra quem morrer’ tem candidatura à reeleição indeferida

Fernando/crédito: Divulgação/Prefeitura de Itabuna

O candidato à Prefeitura de Itabuna, cidade do sul da Bahia, pelo partido Partido Trabalhista Cristão, Fernando Gomes, teve a candidatura indeferida pela Justiça Eleitoral nesta quinta-feira (22). A decisão ainda cabe recurso.

A TV Santa Cruz, afiliada da TV Bahia, entrou em contato com a assessoria de imprensa do postulante, que informou que vai recorrer do parecer.

De acordo com a decisão do juiz eleitoral José Alfredo Vieira, o motivo do indeferimento foi ter incidido na lei das inelegibilidades, já que o candidato foi condenado, em segunda instância, pelo Tribunal de Justiça do Estado por improbidade administrativa.

As partes que moveram a ação pedindo a impugnação da candidatura, entre elas o Ministério Público Eleitoral, alegam que Fernando Gomes está inelegível por ter sido condenado por improbidade administrativa, após ter contas rejeitadas e também por estar com os direitos políticos suspensos.

Frase polêmica

No início do mês de julho, em um anúncio, nas redes sociais, sobre as ações municipais referentes ao comércio durante a pandemia do novo coronavírus, o prefeito de Itabuna, Fernando Gomes fez um comentário que causou polêmica.

O prefeito declarou por meio de transmissão pela internet que autorizaria que estabelecimentos comercias reabrissem “morra quem morrer”. Ainda no mesmo período, o gestor afirmou que não houve ‘descaso’ com vítimas da Covid-19 ao falar declaração polêmica.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + 5 =