Governador da Bahia entrega sistema de esgotamento sanitário de distrito na zona rural de Chorrochó

Sistema/crédito: GOVBA

Cerca de quatro mil moradores de Barra do Tarrachil, distrito localizado a cerca de 30 quilômetros da sede de Chorrochó, foram beneficiados pela implantação de um sistema de esgotamento sanitário. Executada pelo Estado com R$6,8 milhões em recursos, a obra foi inaugurada pelo governador Rui Costa, na manhã de terça-feira (22).

“Hoje estamos entregando aqui em Barra do Tarrachil, são quase R$7 milhões investidos aqui no tratamento de esgoto, o que representa melhoria na saúde da população. Nós avançamos como um dos estados que mais investe em tratamento de esgoto e abastecimento de água dentro do programa Água Para Todos. Temos expectativa de que até janeiro de 2021 vamos levar água a mais de 60 comunidades rurais desta região”, afirmou o governador Rui Costa

Ao todo, o sistema implantado pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) atende 912 ligações de esgoto e é composto por redes coletoras, ramais prediais, interceptor, estações elevatória e de tratamento, esta última com capacidade de tratar 9,06 litros de esgoto por segundo.

“Hoje nós elevamos a um patamar próximo à universalização do esgotamento sanitário aqui em Barra do Tarrachil. Temos outra obra já em execução, na sede do município de Chorrochó, também investidos na requalificação e no sistema de esgotamento sanitário moderno para a população”, acrescentou o secretário de Infraestrutura Hídrica do Estado, Leonardo Góes.

Também foram implantados 16,4 quilômetros de tubulações em diâmetros variados, incluindo rede coletora, linha de recalque (eleva o esgoto para pontos mais altos) e emissário, que conduz o efluente tratado até o Riacho do Mulato, seguindo os parâmetros determinados pela legislação ambiental e contribuindo para a preservação do meio ambiente.

O gerente de Expansão da Embasa, Heber Andrade, lembra que a intervenção assegura pré-tratamento, bem como o tratamento via lagoas facultativas e de maturação, e também garante altos índices de tratamento.  “Dessa forma, conseguimos remover 98% de matéria orgânica e 100% dos coliformes termotolerantes. Tudo isso faz com que todo o esgoto coletado seja lançado corretamente no afluente do Rio São Francisco”, descreveu.

O agricultor João Eloi, 80 anos, é nascido em Barra do Tarrachil e relembra como era antes dessa obra. “A gente corria o risco de ter contato com o esgoto, quando chovia, e agora está tudo maravilhoso, seguindo o caminho certo”, celebrou.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 1 =

Veja também