Moro nega perseguição a Lula: ‘Nunca tive questão pessoal envolvida nesses processos’

O ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, negou, em entrevista à rádio Metrópole na manhã desta segunda-feira (13), ter promovido qualquer tipo de perseguição contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva quando coordenou as investigações da Operação Lava Jato.

“Nunca tive questão pessoal envolvida nesses processos. Quem cometeu um crime tem que responder pelos seus atos. Havia esse mega-esquema de suborno na Petrobras e ele era um esquema que envolvia enriquecimento ilícito dos gerentes e diretores da Petrobras”, declarou.

“A Petrobras foi loteada. A diretoria internacional era do PMDB, de abastecimento era do PP e de engenharia do PT. Esse dinheiro fluía. Nesse cenário, os políticos que enriqueceram foram os que controlaram essas diretorias”, acrescentou o ex-juiz federal.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − onze =