Paulo Afonso: Vereador Antônio Alexandre diz que sessão da Câmara foi ilegal

O vereador Antônio Alexandre (PMDB) disse, em entrevista à equipe de TV Chicosabetudo, que a sessão ordinária realizada na Câmara de Vereadores de Paulo Afonso, nessa segunda-feira (4), aconteceu de forma ilegal. O parlamentar argumentou que a ilegalidade foi a retirada do grande expediente da programação, devido à apresentação do livro do escritor João de Sousa.

Segundo o vereador, a sessão foi ilegal, pois o presidente da Câmara não poderia ter substituído as discussões inerentes aos problemas do município e da Casa legislativa pela apresentação do livro, já que não se tratava de uma sessão extraordinária. "Nós sabemos que, para convocar qualquer que seja o cidadão, você pode fazer uma sessão especial, uma sessão solene, para qualquer coisa que seja, menos na sessão ordinária, que o senhor tem que tratar assuntos pertinentes ao município e nós não vamos deixar, seu presidente, que o senhor continue desobedecendo a lei, achando que o senhor é a lei e que o prefeito, seu chefe, é a lei", frisou o parlamentar

Antônio disse ainda, que não houve uma votação prévia para a alteração da programação. "Primeiro ele criou que votou e nós vamos solicitar a fita, nós vamos pedir para que seja encaminhado. E o que nós sabemos é que não foi votado, mesmo porque a pauta da ordem do dia é nos entregue antes e não tinha essa votação, nem essa convocação. Daí ele coloca que foi verbalmente e depois veio pedir ao plenário para fazer uma votação na mesma hora para fazer aquilo, ou seja, só desobedeceu o que diz a lei", ressaltou.

Confira a entrevista na íntegra:
 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 − cinco =

Veja também