Prefeitura de Paulo Afonso realizou mais um Mutirão de Glaucoma

A prefeitura de Paulo Afonso, através da Secretaria Municipal de Saúde promoveu nos dias 18 e 19, de maio, no Ginásio de Esportes Luís Eduardo Magalhães, exames para diagnosticar o glaucoma, segundo especialistas, uma das maiores causas de cegueira no mundo. A equipe de Paulo Afonso que atuou no mutirão foi composta pelos assessores de planejamento Everton Philipe, Ismaías Reis e Grazy Cecília, e a especialista em saúde pública Sabrine Canonici.

De acordo com os organizadores, nos dois dias, mais de 800 pessoas foram atendidas. Foram realizados exames chamados de teste de risco para identificar pessoas com chances de adquirir a doença. Nos casos de resultados positivos os pacientes foram encaminhados para a realização de exames mais específicos que constatam o glaucoma.

O secretário de saúde do município, Ivaldo Sales Jr, disse que além de reduzir a demanda de pacientes, o mutirão possibilitou a realização de consultas, exames e encaminhamento, para que haja um acompanhamento adequado. Ivaldo Sales Jr adiantou que em breve haverá mutirões de cirurgias de hérnia, esterectomia, catarata e pterígio.

Na sexta-feira, segundo e último dia de atividades, o prefeito Luiz de Deus visitou o local para acompanhar o atendimento.

O glaucoma é uma doença crônica ou aguda, causada pela lesão do nervo óptico relacionada à pressão ocular alta. Quando crônica, é caracterizada pela perda da visão periférica, que permite perceber objetos ao nosso redor, devido à lesão das fibras do nervo óptico. O principal fator relacionado a esta lesão é a pressão interna do olho alta, porém, existem outros fatores ainda em estudo.

Quando aguda, ocorre porque a pressão interna do olho torna-se extremamente alta, causando perda súbita e grave da visão. A média normal da pressão é 16 mmhg, porém, pode variar de 10 até 20/21 mmhg. O glaucoma raramente apresenta sintomas. Os sinais da doença só vão surgir nos glaucomas agudos, quando o paciente sofre fortes dores de cabeça, fotofobia, enjôo e dor ocular intensa.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − catorze =

Veja também