Morto em setembro, candidato é eleito para cargo nos EUA

Uma situação inusitada aconteceu durante as eleições nos Estados Unidos. O candidato Gary Ernst, que morreu no mês de setembro, foi eleito para o cargo de tesoureiro da cidade de Oceanside em San Diego, na Califórnia. As informações são da emissora "NBC".

Gary recebeu 17.659 votos – 6% a mais que o sua concorrente, Nadine Scott. O candidato morreu no dia 23 de setembro, de causas naturais, mas não houve tempo para retirar o nome dele das cédulas impressas de votação.

Já que Gary não tomará posse do cargo, os vereadores de San Diego podem declarar o cargo vago e marcar uma eleição especial ou os líderes podem optar por nomear um tesoureiro pelo período de dois anos. A Câmara Municipal tem um período de 60 dias para decidir o que vai fazer.

Em entrevista a emissora americana "NBC", a candidata derrotada – que obteve 15.500 votos – disse que gostaria de ser nomeada para o cargo e honrar os votos que recebeu. Ela denuncia ainda que a não-divulgação da morte de Gary foi um ato intencional dos vereadores para nomearem outra pessoa ao cargo.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 9 =