Cunha é preso em Brasília; casa do ex-deputado é alvo de busca no Rio

O deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), foi preso em Brasília nesta quarta-feira (19).

A prisão preventiva – ou seja, por tempo indeterminado – foi decretada nesta terça-feira (18) pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça. 

A Polícia Federal (PF) confirmou a prisão preventiva e informou que Cunha está sendo levado para o hangar da PF no Aeroporto de Brasília para embarcar para Curitiba, onde estão sendo conduzidas as investigações. A previsão é de que Cunha chegue entre 17h e 18h à capital do Paraná.

O peemedebista perdeu o mandato de deputado federal no dia 12 de setembro, após ser cassado pelo plenário da Câmara. Com a perda do mandato, ele perdeu o foro privilegiado, que é o direito de ser processado e julgado no Supremo Tribunal Federal (STF).

Os procuradores sustentaram que a liberdade do ex-parlamentar representava risco à instrução do processo, à ordem pública, como também a possibilidade concreta de fuga em virtude da disponibilidade de recursos ocultos no exterior, além da dupla nacionalidade (Cunha é italiano e brasileiro).

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × cinco =