Vereador diz que Lula Cabeleira obriga servidores a assumirem voto em Carimbão

O vereador por Delmiro Gouveia Edvaldo Nascimento (PC do B) afirmou que está elaborando uma denúncia que fará ao Ministério Público Estadual (MPE) e à Polícia Federal (PF) contra o prefeito Lula Cabeleira (PMDB) e o pré-candidato a prefeito Givaldo Carimbão (PHS) por abuso de poder e coação.

Segundo ele, o prefeito vem realizando reuniões com servidores públicos comissionados e contratados, que não possuem estabilidade nos cargos, e obrigando-os a admitirem publicamente que votam no pré-candidato Givaldo Carimbão.

“Lula Cabeleira significa o retrocesso, o autoritarismo e o desrespeito à legislação eleitoral. Acionarei as instâncias competes para que sejam tomadas as medidas cabíveis. As pessoas não se dobraram à influência em favor do Carimbão e as respostas serão dadas nas urnas”, colocou o vereador Edvaldo Nascimento.

O prefeito Lula Cabeleira informou, por meio de sua Assessoria de Comunicação, que nega esse fato simplesmente porque ele não existe. Informou ainda que a Assessoria Jurídica está tomando as providências cabíveis contra o vereador devido às acusações sem fundamento.

“O vereador quer holofotes, ele está tentando aparecer. Ele está meramente tentando gerar um fato quando ele não tem mais visibilidade. Não é a primeira vez que percebemos esse movimento feito pelo Edvaldo. Ele mais uma vez vai à justiça e mais uma vez vamos vencer ele lá, como já tem acontecido tantas outras vezes”, relatou a Assessoria do prefeito Lula Cabeleira.

“Por outro lado, é natural, quando se faz parte de um grupo político e o chefe desse grupo toma uma decisão, que as pessoas acompanhem, mas nada disso tem sido obrigado nem existe coação nenhuma”, finalizou a nota da Assessoria.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − dezessete =