Marqueteiro do PT cogita negociar delação premiada, após decisão de esposa

O marqueteiro João Santana cogita seguir o caminho da esposa Mônica Moura e negociar um acordo de delação premiada. O publicitário, até então reticente com a colaboração, está preso em Curitiba desde fevereiro com a esposa e tentou o quanto pôde evitar a delação.

De acordo com a coluna Painel, Santana temia afugentar futuros clientes, já que o sigilo profissional era a garantia de que poderia continuar fazendo campanhas.

 A publicação confirmou as tratativas com pessoas que acompanham o caso e investigadores afirmaram que as negociações estão mornas, mas a defesa de João Santana nega a negociação.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 − dois =