Partidos com envolvidos na Lava Jato travam pacote anticorrupção

Partidos que abrigam os principais alvos da Operação Lava Jato, PMDB, PT e PP ainda não indicaram os nomes de parlamentares para compor

A comissão especial responsável pela tramitação dos projetos anticorrupção na Câmara dos Deputados ainda não decolou por conta do atraso na indicação de membros por parte de partidos que possuem em seus quadros envolvidos na Operação Lava Jato. Dentre as indicações que seguem indefinidas estão as do PT, PMDB e PP. Conforme reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, PSC e PC do B também não apresentaram os nomes.

A falta das indicações é apontada como o motivo pelo qual o presidente interino da Casa, Waldir Maranhão (PP-MA), ainda não liberou o início dos trabalhos.

Os projetos das “10 Medidas contra a Corrupção” foram apresentados ao Congresso em março, por iniciativa do Ministério Público Federal e entidades que recolheram mais de 2 milhões de assinaturas.

Até agora, 14 partidos (PTN, SD, PRB, PHS, DEM, PTB, PR, PSD, PROS, PV, PSDB, PSB, PDT e Rede) apresentaram 18 membros titulares. Faltam ainda outros 12 nomes. Segundo a Mesa Diretora da Casa e assessores de Maranhão, ele aguarda todos os líderes indicarem seus representantes. Técnicos das comissões especiais, contudo, dizem que o colegiado não precisaria estar completo para ser instalado, dependeria apenas de “vontade política”.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − dezoito =