Geraldo Alves: 2016 é a vez do povo do BTN responder nas urnas!

A política é algo que faz despertar amor e ódio ao mesmo tempo. Que une e distancia pessoas por mais que muitos não aceitem. Reconhecer a necessidade do engajamento político é um processo de maturidade. Logo, a conjuntura atual, em nada favorece a tomada de rumos que venha culminar na política. Mas os dias passam, os problemas agigantam-se e a vontade de colaborar com um debate corajoso e real, é crescente. Se partirmos para ouvir o clamor popular, sentimo-nos ainda mais tentados. É chegada a hora de mostrar força!

Por onde ande e com quem fale, a afirmativa dá conta de um sentimento de aposta em nomes que representem a resistência do bravo povo que compõe o nosso BTN. 

Sabemos que a regra determina que o poder aquisitivo direcione o rumo eleitoral. O povo tem presenciado que o envolvimento suprapartidário de figurões da política em esquemas de corrupção é responsável por uma profunda estagnação das políticas progressistas implementadas em nosso país. O jogo de interesses e cartas marcadas não promovem conquistas sociais. E é no município que carecemos iniciarmos as verdadeiras mudanças.

O nosso mulungu/ BTN merece ampliar o número de representação política, e esse sentimento toma a grande maioria dos moradores. Outubro avizinha-se, antes as convenções que devem apresentar nomes que reúnem conhecimento e coragem de agarrar a oportunidade, de formar uma bancada suprapartidária em defesa de um complexo de bairros com oportunidades reais. 

#SejaMaisUm

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um − 1 =