Temer corta comida de Dilma no Palácio da Alvorada

A Secretaria de Governo do presidente interino Michel Temer (PMDB) decidiu cortar o "cartão de suprimento" utilizado pela presidente afastada Dilma Rousseff (PT). O benefício foi suspenso na última quarta, 1º, e só foi liberado novamente na noite desta sexta, 3, após questionamentos do jornal Folha de S. Paulo.

De acordo com a coluna Painel do mesmo veículo, a Secretaria de Governo afirmou que estava aguardando um parecer jurídico sobre os direitos de Dilma. 

O "cartão de suprimento" é utilizado para abastecer a despensa do Palácio da Alvorada, onde a petista está morando após ser afastada da Presidência. Além dela, cerca de outras 30 pessoas circulam na Alvorada.

Dilma considerou a decisão da equipe de Temer uma "mesquinharia". Ela também sofreu restrições no uso dos aviões da Força Aérea Brasileira (FAB), podendo usá-los apenas entre Brasília e Porto Alegre, onde sua família mora.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + 8 =