Deputado Aleluia faz representação contra ex-presidente Lula

O deputado federal José Carlos Aleluia (DEM-BA) entrou com representação à Procuradoria Geral da República (PGR) contra o ex-presidente Lula por exercício ilegal de cargo público, tráfico de influencia e usurpação da função pública. “Lula pratica uma abjeta compra de consciências e votos de congressistas para atender aos interesses de um governo sub judice, em clara desobediência a ordem judicial emanada da mais alta Corte do país”, denunciou.

Para Aleluia, a abertura de investigações pelo Ministério Público Federal se justifica pelo fato de Lula estar exercendo, de fato, as atribuições inerentes ao cargo de ministro da Casa Civil para o qual foi nomeado, mas impedido de tomar posse por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). “Lula fez de um hotel próximo ao Palácio da Alvorada um verdadeiro QG da Crise”.Lula, segundo o parlamentar baiano, ali se instalou com a única e exclusiva finalidade de realizar articulações políticas e praticar tráfico de influência. “No quarto transformado em escritório para o desavergonhado fisiologismo, o ex-sindicalista está a negociar valores, cargos, benesses e vantagens com deputados que se disponham a votar contrariamente à admissibilidade do processo de impeachment de Dilma”, criticou o deputado.

De acordo com a representação, Lula assumiu ilegal e ilegitimamente funções as quais se encontra vedado a exercer, falando e representando o governo em eventos públicos e articulando a sua reestruturação politico-administrativa. “O ex-presidente está traçando estratégias e comprometendo, com a promessa de cargos e espaços, a estrutura administrativa da União e os recursos públicos, num vergonhoso mercantilismo para evitar a aprovação do processo de impeachment”, disse Aleluia.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 2 =