Bahia seria estado mais atingido com corte no Bolsa Família, afirma ministério

Caso a proposta de reduzir em R$ 10 bilhões os recursos do programa Bolsa Família seja aprovada na Comissão Mista de Orçamento (CMO) e o plenário do Congresso, a Bahia será o estado com maior corte de verba. De acordo com dados divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) nesta sexta-feira (12), o estado perderia, por ano, R$ 1.295,3 bilhão.
 
Dessa forma, cerca de 38,4% dos beneficiários baianos seriam atingidos. Ainda segundo o MDS, o Paraná seria o estado com maior perda de beneficiários do programa, chegando a 75,2%.
 
O MDS afirmou, por meio de nota, que é “impossível cortar parcela da dotação do Bolsa Família no Orçamento de 2016 sem provocar um gravíssimo retrocesso social no país, com impacto inclusive nos indicadores de saúde e educação”.
 
Ao todo, 23 milhões de pessoas seriam atingidos em todo país. O ministério disse, ainda, que esse corte colocaria em risco algumas conquistas como a frequência escolar e a superação da extrema pobreza. “Não são apenas as famílias beneficiárias que perdem com eventuais cortes. O dinheiro do Bolsa Família ajuda a movimentar a economia de Estados e municípios. Todos perdem”, escreveu a pasta.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + quatro =

Veja também