“Deixa eu morrer”, diz pai indiciado por morte do filho com tiro acidental

Por Chico Sabe Tudo 23/06/2022

O atirador, que foi acusado de atirar acidentalmente em seu filho de 11 anos, escreveu uma carta manuscrita dizendo que o tiro não foi intencional e que ele preferia morrer. O caso aconteceu no dia 27 de maio deste ano em Formosa, na área do Distrito Federal. O pai de 41 anos foi indiciado na quarta-feira (22).

Foto: Reprodução/TV Anhanguera

“Foi acidente. Matei meu filho. Deixa eu morrer. Matei meu filho por acidente. Pede perdão para meu pai”, escreveu o pai na carta manuscrita.

A carta foi escrita enquanto ele era levado de ambulância para o hospital. Uma vez que o atirador tentou se matar com uma arma de fogo, quando viu o que tinha feito ao próprio filho, Eliseu Eugênio Kraemer.

O delegado responsável pelo caso informou que as provas mostraram que o tiro foi acidental e que o pai não teve intenção de matar o filho.

Relembre o caso: Pai mata filho de 11 anos tentando tirar foto de espingarda e depois atira em si mesmo.

Sobre nós

Falar um pouco sobre o Chico

Ultimos posts

Copyright © 2022 Portal ChicoSabeTudo. Todos os direitos reservados.