Mulher diz que foi estuprada por policial dentro de delegacia: “Durmo à base de remédios”

Imagem ilustrativa -Créditos: Redes sociais

Uma mulher de 28 anos, que teve a identidade preservada, denunciou ter sido estuprada por um policial dentro de uma delegacia em Sidrolândia (MS). O crime teria acontecido no dia 11 de abril.

Segundo informações, a vítima, que não é de Mato Grosso do Sul, chegou ao estado por Ponta Porã. Ela estava em uma viagem com um rapaz, que levava droga na bagagem. Durante o trajeto, a van deles foi abordada e o casal foi conduzido à delegacia. De acordo com a mulher, naquela noite, foi estuprada pela primeira vez pelo policial.

Ele abusou de mim desde a primeira vez que cheguei. Cheguei de manhã, e à noite era o plantão dele. No primeiro dia, eu já fui estuprada. Na primeira noite, fui levada até a Sala Lilás [espaço da unidade policial dedicado ao atendimento de mulheres vítimas de violência de gênero]. Toda vez que tinha plantão dele, ele fazia questão de ir na cela”, contou.

Eu me senti a pessoa mais desprotegida do mundo. A pessoa já está em um canto onde tem que ser protegido, e isso acontece com você? Não saio mais de casa, só durmo à base de remédios. Não consigo comer direito, minha vida está um caos”, relatou a vítima.

O policial foi preso em flagrante após os abusos serem denunciados por outros presos. O suspeito tentou ‘comprar’ o silêncio dos detentos com celulares. Ele foi denunciado pelos crimes de estupro, importunação sexual e violência psicológica. A denúncia foi recebida pela Justiça do MPMS, que o tornou réu no caso.

Após os abusos, a mulher teve a prisão revogada por tráfico de drogas.

Comentários