Mulher que estava sendo torturada há 3 dias tem ajuda de porteiro para fugir; saiba mais

Mulher que estava sendo torturada há 3 dias tem ajuda de porteiro para fugir

torturada há 3 dias

Um homem foi preso pelos crimes de tentativa de femicídio, estupro, cárcere privado e tortura contra a namorada, ocorridos no apartamento em que ele morava na Zona Sul do Rio de Janeiro. De acordo com as investigações, Fred Henrique Lima Moreira teria mantido a vítima, uma jornalista de 37 anos, presa por três dias no imóvel e agredido a mulher com um cassetete e um soco-inglês.

Ela sofreu traumatismo craniano, fratura na mandíbula, além de diversos hematomas pelo corpo, e somente conseguiu fugir do local com a ajuda do porteiro do prédio.

A jornalista mantinha um relacionamento com Fred há oito meses, período em que ele já demonstrara um perfil violento e manipulador. Ele chegou a agredi-la em 31 de dezembro do ano passado e no dia 26 de abril, ocasião em que começou a ofendê-la com acusações de infidelidade e depois passou a golpea-la com o cassetete nas pernas, costas e cabeça.

Na manhã seguinte, ao acordar, a vítima tentou gritar por socorro e acabou recebendo um mata-leão por pelo menos três vezes. Fred ainda puxou o cabelo da namorada e arremessou no chão, dando golpes em sua cabeça até ela desmaiar. Na última sexta-feira, ela conseguiu deixar o apartamento e procurar a delegacia.

Contra Fred Henrique Lima Moreira foi cumprido um mandado de prisão temporária. Em seu apartamento, foram apreendidos um cassetete, um soco-inglês e um réplica de pistola. Em sua ficha criminal, há anotações por violência doméstica, tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte ilegal de arma de fogo, ameaça e resistência. Ele foi encaminhado ao sistema penitenciário.

Comentários