Homem que matou companheira por se recusar a fazer sexo com ele é condenado a 26 anos de prisão

Ele empurrou a companheira de uma passarela na rodovia MG-129, que caiu de uma altura de aproximadamente 4,5 metros e não resistiu

 Após matar a companheira, de 46 anos, que se recusou a fazer sexo com ele em Mariana, Minas Gerais, um homem foi condenado a 26 anos de prisão. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (13), ele foi condenado por homicídio e ocultação de cadáver.

De acordo com o Ministério Público de Minas Gerais, no dia 8 de junho de 2019, o homem discutiu com a mulher depois de falar que queria fazer sexo com ela de qualquer jeito. Depois disso, eles foram a um show, que ocorria na cidade, e beberam juntos. Ao fim da apresentação, a mulher foi para a casa dela na companhia do companheiro.

No caminho, por estar contrariado com o fato de a mulher se negar manter relações sexuais com ele, o homem empurrou a mulher de uma passarela na rodovia MG-129, próximo ao Fórum de Mariana. A mulher caiu de uma altura de aproximadamente 4,5 metros e não resistiu. 

Depois de cometer o crime, o homem colocou uma cobertura vegetal no corpo dela para que ela não fosse encontrada. O corpo dela só foi localizado três dias depois.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte + 16 =