Operação com mandados na BA e RJ prende 20 suspeitos de tráfico, homicídios e roubos

Operação Tupinambá -Créditos: Polícia Civil

Uma operação com quase 200 agentes da Polícia Civil, realizada na manhã desta terça-feira (16), resultou na prisão de 20 suspeitos de tráfico de drogas, homicídios, corrupção de menores e roubos contra instituições financeiras. Os mandados expedidos na operação foram cumpridos em cidades baianas e no Rio de Janeiro.

Um homem apontado como líder de um dos grupos alvos da operação, conhecido como Vado Gordo, foi preso em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, em um imóvel de classe média. Ele vinha sendo investigado após ter pago R$ 9 mil em um hospital particular para a realização do parto da companheira.

Denominada “Operação Tupinambá”, a ação ocorreu para cumprir 23 mandados de prisão contra os suspeitos de envolvimento com o crime organizado, em várias cidades do interior baiano. Quinze homens foram presos em Madre de Deus, São Francisco do Conde, Candeias e Inhambupe. Dois suspeitos trocaram tiros com policiais e não resistiram aos ferimentos.

Outras duas ordens de prisão foram cumpridas em presídios de Simões Filho, também na região metropolitana, e em Teixeira de Freitas, no sul da Bahia.

De acordo com a delegada Andréa Ribeiro, coordenadora do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), as investigações vinham acontecendo há cerca de oito meses e foi possível levantar os dados dos investigados.

Foi uma ação integrada entre os departamentos da polícia, que propiciou a troca de informações e a prisão de pessoa envolvidas no tráfico de drogas, mas também na prática de homicídios e outros crimes violentos. Agora vai nos permitir aprofundar informações que possam nos levar à conclusão dos inquéritos relacionados aos crimes com a possibilidade real de neutralizar a ação desses indivíduos e levar à condenação pela justiça criminal”, declarou.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 8 =