Polícia apreende R$ 98 mil em dinheiro em casa de investigado por crimes fiscais na Bahia

Dinheiro foi apreendido -Créditos: SSP-BA

O Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) da Polícia Civil apreendeu R$ 98 mil em dinheiro na casa de um dos investigados pela Operação Grande Família, que tem como alvos um grupo de empresários suspeitos de sonegação fiscal e lavagem de dinheiro na Bahia.

A apreensão do dinheiro foi nesta sexta-feira (18), em Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo Baiano. Além dos quase R$ 100 mil, também foram apreendidos notebooks, documentos e pen drives, que serão analisados.

Um mandado de busca e apreensão também foi cumprido em um prédio de luxo, em Salvador, onde documentos e pen drives foram localizados.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), equipes da Delegacia de Crimes Econômicos e Contra a Administração Pública (Dececap) e do Ministério Público da Bahia (MP-BA) conseguiram novas ordens judiciais contra o grupo.

Operação Grande Família

O grupo de empresários do ramo alimentício, que não tiveram identidade divulgada, é suspeito de sonegar cerca de R$ 50 milhões, além de ter movimentado R$ 2 bilhões em contas bancárias. A polícia detalhou que o golpe era praticado com fraude de documentos fiscais, para diminuir ou isentar o valor devido.

Em 2017, 15 notícias crimes foram registradas no MP-BA contra o grupo. A investigação do caso começou em 2018, pela Coordenação Especializada de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro, da SSP-BA.

Segundo informações da Secretaria da Fazenda (Sefaz), as investigações levantaram indícios da prática de lavagem de dinheiro, já que foi identificada a constituição de novas empresas em nome de familiares e pessoas próximas aos empresários.

Na quarta-feira (16), 11 mandados de busca e apreensão foram cumpridos na capital e em Santo Antônio de Jesus.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 5 =