Faroeste: Desembargadora e filho já estão em prisão domiciliar por decisão do STJ

Desembargadora Sandra Inês Moraes Rusciolelli -Créditos: Redes Sociais

A desembargadora Sandra Inês Rusciolelli, do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) e o filho Vasco Rusciolelli já estão em casa, cumprindo prisão domiciliar, por determinação do ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Eles foram presos na 5ª fase da Operação Faroeste.

Na última semana, o Bahia Notícias informou que mãe e filho seriam transferidos das penitenciárias onde cumpriam prisão preventiva para prisão domiciliar com tornozeleira. Oficialmente, é dito que a prisão domiciliar foi concedida por obrigação legal de revisão da prisão preventiva a cada 90 dias.

Informações de bastidores obtidas pela reportagem sinalizam que os dois foram beneficiados com a prisão domiciliar por terem feito um acordo de delação premiada para contar o que sabem sobre corrupção no TJ-BA.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 3 =

Veja também