Vítima de violência, mulher pede para que marido seja solto em Delmiro Gouveia- AL; vídeo

Na delegacia de Delmiro Gouveia, a dona de casa Edjane Moreira, 32 anos, moradora do bairro Caraibeirinha, pede para soltar seu marido, José Roberto Espiríto Santo, 32 anos, preso após ter dado um golpe de faca nela no último domingo (10). Mesmo após a agressão, a mulher revela que queria vê-lo solto para que ajude na criação de seus cinco filhos.

De acordo com informações, o casal teve um desentendimento antes da vítima, ser ferida com um golpe de faca. O motivo  teria sido uma crise de ciúmes. Os dois teriam ingerido bebida alcoólica quando começaram a discussão.

Ela sofreu uma perfuração na região do tórax. A mulher foi socorrida por uma equipe da Guarda Municipal  e foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento e nõa corre risco de morte. Já o acusado foi encaminhado para a Delegacia Regional de Polícia (1ª DRP), onde foi autuado.

Após receber atendimento médico, a vítima esteve na delegacia e pediu que o agressor e pai dos seus filhos fosse solto. Ela alega que o marido é um homem trabalhador e não deixa faltar comida para os filhos.

Muitas mulheres vítimas de violência doméstica pedem para retirar as denúncias contra seus maridos. A justificativa para a desistência é, quase sempre a mesma: a dependência financeira ou emocional. Muitas dizem que não podem prosseguir por conta dos filhos, pelo fato de ser o marido quem sustenta a casa ou porque é apaixonada pelo agressor.

 O que ocorre na maioria das vezes é que no momento da agressão as mulheres acionam a polícia, que acabam presos. Mas o que acontece é que quase sempre a mulher volta à delegacia e pede para que o marido seja solto.

Assista o vídeo:

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − três =