Polícia já tem suspeito pela morte do dançarino Nego Pom

A Polícia Civil afirmou, por meio de sua assessoria, que já possui um indicativo de autoria e motivação da morte do dançarino e backing vocal da banda Guettho é Guettho, Marcos Venício Santos de Jesus, 32 anos, o Nego Pom. 

O caso será investigado pela 3ª Delegacia de Homicídios, coordenada pelo delegado Jamal Amad. Investigadores estiveram no local do crime, que segundo a polícia é um ponto de venda de drogas.

Pagamento

Segundo o amigo David Santos, Marcos Venício estava indo buscar um pagamento para a banda Hit Halls, da qual era produtor. "Ele foi buscar a segunda parte do pagamento de um show que fez no mês passado. O valor era R$ 2 mil. Ele tinha recebido uma parte e foi pegar o R$ 1 mil restante. Foi aí que aconteceu essa barbaridade", afirma.

Amigos e familiares estavam bastante comovidos em enterro
(Foto: Betto Jr/CORREIO)

Guiado pelo GPS, Marcos Venício queria chegar em Vista Alegre. No entanto, acabou parando na localidade de Nova Constituinte, em Periperi, território da facção Bonde do Maluco (BDM), local onde foi atacado a tiros e pedradas, na tarde de terça-feira (21).

De acordo com a testemunha, por volta das 15h, Marcos Venício entrou na Rua Ana Cristina, que liga Nova Constituinte à localidade do Congo. Ele queria sair logo de Nova Constituinte e entrou por conta própria na Rua Ana Cristina, onde parou a moto em frente a um lava-jato. Em seguida, desceu falando no celular, como se estivesse querendo confirmar o endereço com alguém.

Guiado pelo GPS, Marcos Venício queria chegar em Vista Alegre. No entanto, acabou parando na localidade de Nova Constituinte, em Periperi, território da facção Bonde do Maluco (BDM), local onde foi atacado a tiros e pedradas, na tarde de terça-feira (21).

De acordo com a testemunha, por volta das 15h, Marcos Venício entrou na Rua Ana Cristina, que liga Nova Constituinte à localidade do Congo. Ele queria sair logo de Nova Constituinte e entrou por conta própria na Rua Ana Cristina, onde parou a moto em frente a um lava-jato. Em seguida, desceu falando no celular, como se estivesse querendo confirmar o endereço com alguém.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 − 6 =