Dono de bar acusado de abuso sexual contra menina de 10 anos se apresenta à polícia em Delmiro Gouveia

Compareceu à Delegacia Regional de Polícia (1ª-DRP), na manhã desta quinta-feira (10), o dono de bar acusado de abuso sexual contra menina de 10 anos de idade, no povoado Salgado, em Delmiro Gouveia. Acompanhado de um advogado, “Pedrinho”, como é popularmente conhecido, prestou depoimento e negou a acusação.

O comerciante foi liberado, depois de ser ouvido, mas segundo o delegado Rodrigo Rocha Cavalcanti, titular da 1ª-DRP, o mesmo será representado na Justiça. O inquérito deverá ser concluído na próxima semana.

O caso

O caso foi descoberto na manhã da última segunda-feira (7), depois que o Conselho Tutelar do município recebeu uma denúncia e foi até a residência da vítima, onde ouviu ela e a mãe. As duas relataram para os conselheiros, com detalhes, o que teria sido praticado pelo comerciante, que é dono de um bar no povoado. 

Segundo a menina, os abusos aconteceram na residência dele, localizada no primeiro andar do prédio onde funciona o bar. A menor relatou que recebeu R$ 10,00 para que ficasse nua e permitisse que ele esfregasse o órgão genital nela.

Ela disse também que vinha sendo abusada há cerca de duas semanas e que recebia entre R$ 5,00 e R$ 10,00 para permitir os abusos. Ainda de acordo com a vítima, nunca houve penetração e tudo aconteceu com a permissão dela.

Nesta quarta-feira (9), a menor foi encaminhada pela Polícia Civil para o Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca para a realização de um exame de conjunção carnal. No mesmo dia, equipes das polícias Civil e Militar foram até a casa do acusado, mas não o localizaram.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − dez =

Veja também