Falta de delegados nas regionais de Alagoas gera sobrecarga de trabalho

Um problema se estende nas delegacias regionais de Alagoas. A carência de delegados tem gerado sobrecarga e os trabalhos às vezes são retardados.

No Sertão, por exemplo, o delegado Manoel Wanderley, chefe da Regional de Delmiro Gouveia, responde há mais de oito dias por 10 distritais.

Crédito/foto:cadaminuto

“Isso é muito desgastante. Temos somente três delegados para toda a região e estamos ficando sobrecarregados. Está todo mundo estressado, não sabemos o que é dormir há mais de uma semana, por conta dessa falta de respeito”, declara Wanderley.

Além da carência nos recursos humanos, o delegado ressalta a falta de estrutura. “O pior de tudo é que, além de não ter delegado, temos apenas duas viaturas para atender os 10municípios, porque as outras são sucata”, relatou.

Wanderley lembra o perigo de ficar sem viaturas e sem delegados nas distritais, visto que a região do Sertão é comhecida pela facilidade do tráfico de drogas.

“Trabalhar nessas condições aqui é difícil, complicado. Fazemos divisa com três estados e todos sabem que estamos no polígono da maconha. Nãoi adianta termos computador, armas, coletes se falta material humano. Tem de haver uma solução para isso”, conclui o delegado que ao falar com o Cadminuto disse que havia iniciado um flagrante da delegacia de Canapi.

O Cadaminuto tentou manter contato com o delegado-geral José Edson, mas o seu telefone celular estava fora de área.

Da Redação ChicoSabeTudo
Fonte:cadaminuto

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × um =

Veja também