Bancos voltam a funcionar após fim da greve

Depois de 21 dias em greve, os bancários voltaram ao trabalho nesta terça-feira (18/10). Como já era esperado por muitos clientes, a manhã foi marcada pelas filas na porta dos bancos. Durante o período de paralisação, 703 agências bancárias ficaram fechadas em todo o estado, 230 só na capital, segundo informações do Sindicato dos Bancários da Bahia.

Imagem ilustrativa

O encerramento da greve foi decretado em assembleia realizada na noite de segunda-feira (17/10). A categoria aceitou a proposta de reajuste de 9%, oferecida pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). De acordo com o Sindicato dos Bancários da Bahia, o reajuste é retroativo a 1º de setembro.

Segundo o presidente do Sindicato dos Bancários, Euclides Fagundes, os funcionários não terão descontados os 21 dias em que estiveram paralisados, mas terão que compensar o período até o dia 15 de dezembro, com máximo de duas horas extras por dia. Na Bahia, aproximadamente 605 agências bancárias aderiram à greve, segundo informação do Sindicato.

Os funcionários do Banco do Nordeste decidiram permanecer em greve na Bahia. De acordo com o Sindicato dos Bancários, eles acharam a proposta oferecida pela Fenabran “fraca, rebaixada e sem serviços significativos” na assembleia realizada na segunda-feira. Não há previsão de retorno. Eles pedem isonomia, Plano de Cargos e Remuneração, reposição de perdas salariais, fim das terceirizações e, entre outras, convocação de concursados.

Da Redação ChicoSabeTudo
Informações do G1

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 2 =

Veja também