Menor morre eletrocutado em Alagoas

Um menor de 12 anos de idade morreu na tarde desta quinta-feira (05) em São Miguel dos Campos ao tocar, com uma haste de ferro, em um fio de alta tensão, que segundo informações da Eletrobrás Alagoas, transmite uma corrente de 13 mil volts de energia.

Genilson Candido de Oliveira ajudava um amigo a retirar telhas de uma casa, quando aconteceu a tragédia.

Uma equipe da Polícia Civil, sob o comando do delegado Regional Dr. Mário Jorge Barros está no local e faz os primeiros levantamentos da tragédia.

O delegado já apurou que Genilson saiu de casa sem o consentimento da mãe e em companhia de um adulto e de outros dois menores retiravam telhas velhas de um prédio no centro da cidade, “eles entraram em um prédio em construção para ter acesso ao telhado do segundo prédio no qual retiravam as telhas”, esclareceu o delegado.

O delegado colheu informações de um pedreiro que conduz a obra, no local onde aconteceu a tragédia, “já sabemos que a criança entrou no prédio sem autorização, inclusive o pedreiro já havia proibido a entrada deles no local”, esclareceu o delegado.

Ainda segundo MJ os menores, em companhia do adulto, aproveitaram o horário do almoço para entrar no local.

Um dos menores falou com a reportagem do Alagoasweb e contou que viu quando Genilson estava com a haste de ferro na mão e se aproximou do fio, “eu disse pra ele não ir, mas ele insistiu e bateu com o ferro no fio”, contou.

Com o corpo completamente molhado o menor recebeu uma descarga elétrica de 13 mil volts e morreu na hora.

O contato do ferro com a parede provocou um incêndio e um curto circuito, deixando todo o centro da cidade sem energia.

Uma unidade da Eletrobrás Alagoas chegou ao local poucos minutos após a tragédia e desligou todo o fornecimento de energia do centro da cidade. “A energia só será restabelecida após o Instituto de Criminalística periciar o local e o corpo”, informou o delegado.

Equipes da Polícia Militar e Guarda Civil Municipal, além de agentes de trânsito e homens da Defesa Civil estão no local.

Genilson Candido era aluno do Colégio Esther Soares Torres e participava do Projeto Sol do Amanhã

Fotos:[nggallery id=239]

 

Da Redação ChicoSabeTudo
Fonte: alagoasnaweb

Comentários