Energia é cortada em Delegacias do interior da Bahia

Unidades das polícias Civil e Militar no interior do estado ficaram sem energia durante algumas horas nesta sexta-feira (24). Segundo a Assessoria de Comunicação da Secretaria da Segurança Pública (SSP), o fornecimento foi restabelecido, após reunião com a Coelba.

A causa da interrupção foi o atraso no pagamento das contas. A gestora de atendimento da Companhia de Eletricidade da Bahia (Coelba), Conceição Aranha, disse que a SSP deve R$ 2 milhões em contas atrasadas.

Duas das principais cidades do sertão da Bahia, Feira de Santana e Serrinha, foram prejudicadas, a delegacia da cidade  de Serrinha, por exemmplo, que tem hoje cerca de 30 presos, teve a luz cortada no momento que os agentes trabalhavam fazendo o registro de queixas. A energia só foi restabelecida na DP de Serrinha, após uma solicitação do delegado Daniel Fiúza. A 2ª Delegacia e a Delegacia Especializada no Combate ao Roubo de Cargas em Feira de Santana, também tiveram a luz cortada por volta das 4h da manhã. Feira teria quatro meses de débito, ultrapassando os R$ 50 mil.

Em Ipirá, a 106 km de Serrinha, o corte seria feito nesta quinta, mas de acordo com a Coordenadoria Regional de Polícia Civil, o delegado argumentou e conseguiu um prazo de tolerância.

A SSP disse que houve um problema no sistema interno da corporação, que não detectou as contas em aberto, mas que o pagamento já foi autorizado. Em nota, também foi informado que o subsecretário da Segurança Pública, Ary Pereira de Oliveira, se reuniu com representantes da Coelba para tomar as providências necessárias e que “o incidente não volte a ocorrer”.

Da Redação ChicoSabeTudo
Com informações de Cleriston Silva

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + quinze =

Veja também