Polícia divulga retrato falado do homem que matou PM em Salvador

A Polícia Civil já dispõe do retrato falado do principal suspeito de ter disparado os tiros que mataram ontem à tarde (22), o soldado da Polícia Militar João dos Santos Rodrigues, 44 anos, crime ocorrido na ladeira do bairro Guarani, na Liberdade. Segundo o delegado Miguel Cicerelli, titular da 2ª Delegacia (Lapinha),trata-se de um homem negro e magro, aparentando 22 anos de idade e com cerca de 1,80m de altura. As investigações contam com o apoio do Serviço de Inteligência da PM.

De acordo com uma das testemunhas do crime que colaborou com a confecção do retrato falado, o suspeito trajava uma camisa social quadriculada e uma bermuda, usava um boné de cor preta e demonstrou nervosismo ao abordar a vítima. Depois de deflagrar dois tiros no queixo e na cabeça do PM, o atirador e um comparsa fugiram levando o veiculo dele – um Prisma de cor preta, placa JPI-2597 -, encontrado posteriormente pela polícia na localidade do Areal, no Nordeste de Amaralina, por volta de 4 horas da manhã de hoje (23).

Investigadores da 2ª Delegacia apreenderam no local do crime dois projéteis de estojo de calibre ponto 40, o que segundo o delegado Miguel Cicerelli, pode indicar que o soldado João dos Santos Rodrigues tenha sido assassinado com sua própria arma, entregue aos assaltantes. Tanto os projéteis quanto o veículo da vítima apreendido já foram encaminhados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT).

“A perícia poderá identificar a qual arma os projéteis pertenciam”, informou o delegado Cicerreli, que já ouviu quatro testemunhas do crime, preliminarmente apontado como latrocínio. Nas próximas horas, o titular da 2ª Delegacia deverá ouvir outras quatro testemunhas que estavam nas imediações do local onde o soldado PM foi executado.

Da Redação ChicoSabeTudo
ASCOM/PC

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 10 =