Interior de Pernambuco: Mulher é queimada e esquartejada em ritual de magia negra

Imagem ilustrativa

A professora Maria Iraci Tavares de Moraes, de 51 anos, foi queimada e cortada em vários pedaços. O crime aconteceu em Surubim, no Agreste pernambucano, e os restos mortais encontrados na última terça-feira (01). Os acusados de envolvimento no crime foram apresentados, nesta quarta-feira (02), pela Polícia Civil, no Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

São eles: o companheiro da vítima, o filho de santo Ailton Félix da Silva, 41; o pai de santo Paulo Vitor de Araújo, 23, e a mãe de santo Elizabete de Lima Santos, 41. Todos serão indiciados por homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáver.

Segundo o delegado Felipe Regueira, da 4ª Delegacia de Homicídios do DHPP, a vítima foi espancada durante um ritual de magia negra, no dia 3 de fevereiro. E que Ailton afirma que o pai de santo aplicou uma injeção na vítima por volta das 12h do dia seguinte e minutos depois ela morreu. Então, o corpo de Maria foi enrolado em um saco e levado para o sítio Desterro, em Surubim, onde foi queimada e esquartejada.

De acordo com apuração da polícia, no local podem ter corpos de outras pessoas, mortas anteriormente. Lá foram encontrados ossos que não devem ser de Maria. A ossada foi encaminhada para o Instituto de Medicina Legal (IML) da Paraíba para a realização de uma perícia antropomética e de exames de DNA. De acordo com o delegado, a vítima aceitava ser objeto dos rituais de magia negra.

Da Redação ChicoSabeTudo
Fonte: folhape.com.br

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + 17 =

Veja também